Fístula Colecysto-Cutânea Espontânea: História Natural de Colecistite Litseica

Resumo

Colecysto-cutânea fístulas espontâneas são uma complicação excepcional de impulsões vesiculares não tratadas. Sua raridade está relacionada ao progresso da ressuscitação e técnicas cirúrgicas. Estas fístulas são comparáveis a uma colecistostomia. Fistulógrafo confirma o diagnóstico e visualiza a viagem fistulosa. Seu tratamento é baseado em terapia antibiótica de amplo espectro, colecistectomia e drenagem do caminho fistuloso, de preferência em um tempo. A coelioscopia é possível mesmo se a taxa de conversão for alta.

Palavras-chave: colecistite aguda; Litíase biliar; Fístula; Fístula Colecysto-Cutâneo.

Abstract

Colecystocutâneo espontâneo Fístula é uma complicação rara de empiema de gallbadder sem tratamento. A incidência diminuiu ainda mais com o advento da retrucitação e tratamento cirúrgico. Essas fístulas são como uma colecistostomia. O diagnóstico é confirmado com um fístula que permite a visualização do trato da fístula. O tratamento tradicional possui consisti de administração de antibióticos de amplo espectro, colécico e drenagem da fístula. O tratamento de um estágio é a opção preferida. Abordagem laparoscópica aparece featurificando mesmo a taxa de conversão é alta.

Palavras-chave: colecistite aguda; Litíase biliar; Fístula; Colecystocutacieous fístula.

plano

No Responses

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *